Bolsas internacionais em baixa com cautela no petróleo

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5.00/5 - 1 avaliações)
carregandoLoading...
resumo de mercado

4 min de leitura

Por: Confidence Câmbio • 16 Sep

Semana de Fed e Copom começa com tensão na Arábia Saudita

4 min de leituraPetróleo da Arábia Saudita deixa alerta por conta de ataques com drones

BRASIL
08:00 – IPC-S (2ª Quadrissemana) – Set
08:25 – BC: Boletim Focus 
09:30 – BC faz leilão de venda à vista de até US$ 580 milhões
11:30 – BC faz leilão de swap cambial tradicional

E.U.A
09:30 –EUA – Fed NY: índice de atividade industrial Empire State – Set

EURO
07:00 –Alemanha – Bundesbank publica relatório mensal sobre a economia alemã
09:00 –
Reino Unido – Economista-chefe do BCE, Philip Lane, faz discurso na Bloomberg, em Londres

ASIA
22:30 – China – NBS: Índice de preços de moradias – Ago

BRASIL
Semana de Fed e Copom começa com tensão na Arábia Saudita
Por Pedro Molizani – Trader Mesa de Câmbio Travelex Bank
Investidores em estado de alerta com os efeitos relacionados aos ataques de drones a unidades de processamento de petróleo na Arábia Saudita no fim de semana. Soma-se a isto as aguardadas decisões sobre política monetária nos EUA, no Brasil, Japão e Reino Unido e temos incertezas com a conjuntura mundial. O petróleo chegou a subir 20% em reação aos ataques a refinarias da Saudi Aramco – a maior petrolífera do planeta -, que comprometeram metade da produção local, que, por sua vez, responde por cerca 5% da oferta global. No entanto, a commodity reduziu os ganhos para a faixa de 8% nesta manhã, e a expectativa é que a produção volte aos níveis normais nesta segunda-feira. Mas o golpe na principal instalação da indústria de petróleo ameaça aumentar a preocupação de longo prazo com a segurança do suprimento na região e impulsionar os preços da commodity. A Opep+, que reúne o cartel e outros grandes produtores como a Rússia, informou que o importante é garantir a segurança da oferta, mas diz que não tem planos de convocar uma reunião de emergência, embora esteja monitorando o assunto de perto. O Kuwait está aumentando a segurança em todo seu território após os ataques. Acusado pelo crime, o Irã negou ter participado dos ataques de drones no Iêmen. Os efeitos do ataque também podem ser vistos nas moedas ligadas ao petróleo, que se fortalecem ante o dólar, e as bolsas europeias e futuros de Nova York cedem. No Brasil, os ativos também devem sofrer os impactos da ofensiva na Arábia Saudita, sobretudo a Bolsa, que tem papéis de empresas que negociam commodities, principalmente Vale e Petrobras, em dia de vencimento de opções sobre ações. Aqui também a reunião do Copom, na quarta-feira, mesmo dia da decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) deste mês, fica no radar, enquanto hoje será realizada a quinta e última sessão para discussão da reforma da Previdência em primeiro turno do Plenário do Senado. Já a PEC Paralela (PEC 133/2019), proposta que traz outras sugestões de alterações na Previdência, será discutida na quarta-feira, e, amanhã (17), o projeto de lei que altera regras eleitorais volta à pauta, enquanto o governo prossegue com a ideia de privatização. O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que criará um sistema para acelerar esse processo no ano que vem, um “fast track”. Conforme ele, a meta de desestatização para 2019, de R$ 80 bilhões, já foi praticamente alcançada.

MUNDO
Bolsas internacionais em baixa com cautela no petróleo
Por Pedro Molizani – Trader Mesa de Câmbio Travelex Bank
As bolsas europeias, os índices futuros das bolsas de Nova York operam em baixa nesta manhã, assim como os juros dos Treasuries em meio à escalada das tensões no Oriente Médio após os ataques com drones à produção de petróleo da Arábia Saudita no fim de semana. Às 7h17, o Dow Jones futuro caía 0,41%, S&P 500 futuro recuava 0,42% e Nasdaq futuro tinha baixa de 0,62%. O rendimento da T-note de 2 anos diminuía a 1,745%, o da T-note de 10 anos recuava a 1,831% e o do T-bond de 30 anos cedia a 2,305%. As bolsas da Ásia e do Pacífico fecharam sem direção única nesta segunda-feira, em meio à escalada nas tensões do Oriente Médio, que impulsionou as ações de petrolíferas, e novos dados fracos da economia chinesa. O Xangai Composto terminou o pregão em baixa marginal de 0,02%. O menos abrangente Shenzhen Composto, por sua vez, avançou 0,23%. Na sexta-feira (13), os mercados chineses não operaram devido a um feriado. Já o Hang Seng caiu 0,83% em Hong Kong. Também voltando de feriados na sexta, o sul-coreano Kospi subiu 0,64%, em Seul, e o Taiex avançou 0,65% em Taiwan. Nesta segunda, foi a vez de a Bolsa de Tóquio não operar, em função de um feriado no Japão. Na Oceania, a bolsa australiana teve ligeira alta hoje, sustentada por papéis da indústria petrolífera, e o S&P/ASX 200 subiu 0,06%.
PETRÓLEO SEGUE EM CAUTELA – Petróleo segue em escalada – Os contratos futuros de petróleo operam com ganhos fortes nesta segundafeira, após atingirem altas de quase 20% na noite da véspera. A commodity sofreu forte valorização após ataques a refinarias da Saudi Aramco – a maior petrolífera do planeta – no final de semana levarem à redução de aproximadamente 5,7 milhões de barris na produção diária da commodity da Arábia Saudita. Ontem, o presidente americano, Donald Trump, autorizou a liberação da reserva estratégica de petróleo dos EUA, caso necessário, para manter os mercados abastecidos. Às 7h17, o petróleo Brent para entrega em novembro avançava 8,54%, para US$ 65,37 o barril, enquanto o petróleo WTI para outubro subia 8,24%, a US$ 59,37 o barril. Opep/secretário-geral: Arábia Saudita conteve a situação e dispõe de amplos estoques de petróleo – O secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Mohammad Barkindo, disse que a Arábia Saudita conteve a situação até o momento, após sofrer no fim de semana ataques com drones que comprometeram cerca de metade de sua produção de petróleo, e dispõe de “amplos estoques”. Em entrevista à TV Bloomberg, Barkindo afirmou também que o foco agora da Opep+, que reúne o cartel e outros grandes produtores como a Rússia, é garantir a segurança da oferta. Ele ressaltou, contudo, que o grupo não tem planos de convocar uma reunião de emergência, embora esteja monitorando o assunto de perto.

Fonte: Broadcast

Compartilhe esse post.

Está pensando em fazer um intercâmbio internacional?

Confira depoimentos de quem já foi e baixe o nosso e-book com dicas de planejamento financeiro e checklist de documentos para te ajudar a se organizar.

Está pensando em fazer um intercâmbio internacional?

Confira depoimentos de quem já foi e baixe o nosso e-book com dicas de planejamento financeiro e checklist de documentos para te ajudar a se organizar.

Fique por dentro

Preencha seus dados e receba as novidades da Confidence Câmbio

Aplicativo Confidence Câmbio

Pelo App você você recebe notificações quando o dólar, euro, libra, pesos e outras moedas estrangeiras estiverem em queda para aproveitar as melhores cotações. Além disso, com ele você pode comprar sua moeda estrangeira em espécie, recarregar seu cartão pré-pago internacional e fazer transferências internacionais.
Disponível nas lojas App Store e Google Play Store

Aplicativo Confidence Câmbio

Pelo App você você recebe notificações quando o dólar, euro, libra, pesos e outras moedas estrangeiras estiverem em queda para aproveitar as melhores cotações. Além disso, com ele você pode comprar sua moeda estrangeira em espécie, recarregar seu cartão pré-pago internacional e fazer transferências internacionais.
| MAPA DO SITE | confidence cambio © - todos os direitos reservados - CNPJ: 04.913.129/0001-41 - CONFIDENCE CORRETORA DE CAMBIO S/A - Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 105, 5º andar, Edifício Berrini One CEP: 04571-010 • São Paulo • SP • Brasil