Curiosidades e histórias por trás da construção do primeiro avião do mundo

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5.00/5 - 3 avaliações)
carregandoLoading...
Primeiro avião do mundo - desktop

5 min de leitura

Por: Confidence Câmbio • 4 May 22

Era um dia frio do mês de dezembro de 1903. Um homem chamado Wilbur Wright estava na praia, em Kitty Hawk, na Carolina do Norte (EUA), olhando para o céu e testemunhando seu irmão Orville pilotar o primeiro voo motorizado bem-sucedido da história… opa! Que papo é esse? Cadê o brasileiro Santos Dumont nesse relato? E o debut das viagens comerciais, quando aconteceu? Muitos detalhes cercam essa discussão, por isso fizemos um apanhado de fatos e dados sobre a construção do primeiro avião do mundo

Santos Dumont não é o inventor do avião. Que história é essa?

Não, Santos Dumont não é reconhecido internacionalmente como o criador do avião, apesar de ter contribuído com o seu sucesso. Para boa parte do mundo, os verdadeiros inventores do meio de transporte são os norte-americanos Orville e Wilbur Wright. Se a disputa ficar apenas no campo dos voos, realmente temos de dar o braço a torcer: o Flyer I, dos irmãos Wright, teria decolado por menos de um minuto em 17 de dezembro de 1903 – três anos antes do 14-Bis, o protótipo do brasileiro.

O primeiro avião (de verdade) do mundo

A definição de “avião” no dicionário é abrangente: “qualquer aeronave que necessita de asas fixas e motores para se sustentar no ar”. Mas, o voo do aparelho, necessariamente, precisa ser controlado e obedecer aos comandos de um piloto. De acordo com o site Aventuras na História, considerando esse critério, nem o 14-Bis, nem o Flyer I realizaram a façanha e não podem ser considerados, de fato, aviões.

O primeiro avião (de verdade) do mundo foi o Flyer III, projeto posterior dos irmãos Wright. Em 5 de outubro de 1905, Wilbur voou por 39 minutos sobre um campo em Dayton, nos Estados Unidos (pois é, isso também foi antes do 14-Bis). Por conta das poucas provas e testemunhas, o feito só rendeu mérito anos depois, em 1908, quando o Flyer III alçou, publicamente, diversos voos na França.

O legado de Santos Dumont foi importantíssimo

Enquanto isso, os Wright colecionavam disputas judiciais pela patente de suas invenções, Dumont era disruptivo. Ele pode não ter criado o primeiro avião do planeta, mas produziu o segundo sem direitos de reprodução. O modelo “Demoiselle” foi um tremendo incentivo à aviação mundial por causa disso – ganhou mais de 100 cópias pelo mundo. Pai da aviação faz assim, né?

O primeiro voo comercial

O primeiro voo comercial do mundo data de 1º de janeiro de 1914. Partiu de Saint Petersburg com destino a Tampa, ambas cidades na Flórida, nos Estados Unidos. Foram apenas 23 minutos a bordo de um hidroavião, comandado pelo piloto Tony Jannus. O único passageiro foi o então prefeito de Saint Petersburg, Abram Pheil, que pagou US$ 400 em leilão para garantir o lugar na aeronave.

Linha do tempo: uma breve história dos voos tripulados

Já produzimos máquinas que transportam centenas de passageiros, quebramos a barreira do som, levamos astronautas para a lua, robôs para Marte e civis para o espaço. Reunimos aqui, em ordem cronológica, alguns dos destaques da história moderna do voo:

1903: os irmãos Wright criam o Flyer I e fazem o primeiro teste bem-sucedido de um protótipo de avião – o voo foi impulsionado, em linha reta, a baixa altitude e curta distância.

1905: o Flyer III voa por 39 longos minutos e 38,5 km, com diversas voltas sobre um campo em Dayton, Ohio. É o marco da construção do primeiro avião de verdade, capaz de voo controlado. Pouca gente testemunhou o feito, o que teria gerado a discórdia em relação aos verdadeiros inventores da máquina.

1906: em Paris, o 14-Bis, de Santos Dumont, voa por 220 metros em 21,5 segundos.

1908: Wilbur leva seu avião a França, onde faz mais de 200 voos de demonstração, o maior deles de quase duas horas. Os europeus se rendem aos irmãos Wright e transferem o título de “inventores do avião”, antes atribuído a Dumont.

1919: acontece o primeiro voo transatlântico non-stop da história da aviação. Dois britânicos, John Alcock e Arthur Whitten Brown fizeram a travessia partindo de de St. John’s, no Canadá, para Clifden, na Irlanda.

Outro fato curioso também aconteceu em 1919. A companhia aérea holandesa KLM (que mais tarde se fundiu com a francesa Air France), realiza seu primeiro voo e se consagra como a mais antiga empresa do ramo ainda em operação. No ano seguinte, ela lança o serviço de voos regulares entre Amsterdã e Londres. No primeiro ano de operação, a empresa transportou 354 passageiros – hoje, bastaria um único avião Boeing 747 para levar essa quantidade de pessoas.

1927: Charles Lindbergh completa o primeiro voo transatlântico solo sem escalas a bordo do Spirit of St. Louis, viajando de Nova York para Paris.

1935: os voos transatlânticos começam a operar em escala. A Pan Am colocou no ar o primeiro deles, no longo trecho entre San Francisco, nos EUA, e Manila, nas Filipinas. O voo precisou de uma semana para ser finalizado e carregava 100 mil correspondências.

1936: a pedido do CEO da American Airlines, o avião DC-3 foi desenvolvido para suprir uma demanda de passageiros em viagens de média distância pelos Estados Unidos. O modelo entra em operação fazendo voos sem escalas entre Nova York e Chicago, o que revolucionou o transporte de passageiros. Quando a Segunda Guerra Mundial estourou, o DC-3 já estava em uso em todo o mundo.

1952: o Comet faz história por ser a primeira aeronave comercial propulsionada por motores a jato. Com quatro reatores embutidos nas asas, começou a operar em 1952, pela companhia aérea inglesa BOAC, com primeiro voo entre Londres, na Inglaterra, e Joanesburgo, na África do Sul. Uma aeronave cheia de diferenciais, cobiçada pelas principais aéreas do mercado.

1954: após dois acidentes fatais, o Comet fica proibido de voar. Um inquérito constatou falhas no projeto das aeronaves: como os jatos voam em altitudes superiores, as oscilações de temperatura e o sistema de pressurização causam fadiga no material, problema desconhecido na época.

1961: a americana TWA é a primeira aérea a oferecer filmes durante os voos. A tela ficava presa ao teto do avião e não havia opções individuais de filmes. Felizmente, a ideia evoluiu e, hoje, cada poltrona tem sua tela, permitindo a cada passageiro escolher seu entretenimento a bordo.

1969: é apresentado pela primeira vez o Boeing 747 (também conhecido como Jumbo). A linha de produção deu conta de 168 unidades, incluindo o protótipo de testes. Tinha configuração padrão para 366 passageiros divididos em três classes de cabine e autonomia para 8.560 quilômetros.

1976: o Concorde, avião comercial supersônico de passageiros, voa pela primeira vez em serviço regular, fazendo duas rotas: Londres a Bahrein e Paris a Rio de Janeiro.

1981: a American Airlines cria o primeiro programa de fidelização, o American Airlines AAdvantage, iniciativa que seria copiada pelas principais companhias aéreas do mundo.

Anos 2000: o primeiro voo de volta ao mundo sem escalas de um avião movido a energia solar e bateria é concluído. A Airbus lança o jato de passageiros civil de dois andares.

2010: A Virgin Galactic inicia voo de passageiros civis para o espaço.

Fique sempre de olho nas novidades publicadas aqui, no blog da Travelex Confidence!

Fontes: Aventuras na História, Infográficos O Globo, History e Uol.

Compartilhe esse post.

Fique por dentro

Preencha seus dados e receba as novidades da Confidence Câmbio

    Está pensando em fazer um intercâmbio internacional?

    Confira depoimentos de quem já foi e baixe o nosso e-book com dicas de planejamento financeiro e checklist de documentos para te ajudar a se organizar.

    Está pensando em fazer um intercâmbio internacional?

    Confira depoimentos de quem já foi e baixe o nosso e-book com dicas de planejamento financeiro e checklist de documentos para te ajudar a se organizar.

    Aplicativo Confidence Câmbio

    Pelo App você você recebe notificações quando o dólar, euro, libra, pesos e outras moedas estrangeiras estiverem em queda para aproveitar as melhores cotações. Além disso, com ele você pode comprar sua moeda estrangeira em espécie, recarregar seu cartão pré-pago internacional e fazer transferências internacionais.
    Disponível nas lojas App Store e Google Play Store

    Aplicativo Confidence Câmbio

    Pelo App você você recebe notificações quando o dólar, euro, libra, pesos e outras moedas estrangeiras estiverem em queda para aproveitar as melhores cotações. Além disso, com ele você pode comprar sua moeda estrangeira em espécie, recarregar seu cartão pré-pago internacional e fazer transferências internacionais.
    | MAPA DO SITE | confidence cambio © - todos os direitos reservados - CNPJ: 04.913.129/0001-41 - CONFIDENCE CORRETORA DE CAMBIO S/A - Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 105, 5º andar, Edifício Berrini One CEP: 04571-010 • São Paulo • SP • Brasil