Planejamento tributário: os principais erros cometidos

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5,00/5 - 1 avaliações)
carregandoLoading...
planejamento tributario

4 min de leitura

Por: Confidence Câmbio • 6 nov

4 min de leituraEnquanto a reforma tributária não ocorre, o Brasil continua sendo um dos países em que mais se paga imposto no mundo. Se analisarmos as estatísticas, em relação à cobrança de impostos para empresas podemos perceber que, à medida que em outros países da América Latina a média é de 21%, o Brasil chega a ser quase 33%. Não é preciso nem dizer o quanto fazer o planejamento tributário é uma estratégia importante.
Porém, para elaborá-lo, a gestão da empresa pode ter problemas ao lidar com todos os detalhes em relação aos seus impostos, valores e até regime adequado.
Pensando em ilustrar melhor quais são os erros possíveis, nós separamos algumas das principais dificuldades do planejamento tributário. Entenda!

Qual é a importância do planejamento tributário?

O planejamento tributário serve para qualquer empreendimento que queira melhorar sua administração de impostos. Inclusive, sua falta pode prejudicar seriamente o negócio, levando até mesmo a encerrar as suas atividades.
Pelo menos é o que diz o IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributária). Segundo a organização, 42% das micro e pequenas empresas tendem a falir, justamente pela falta de planejamento. Além disso, 16,51% delas podem ter problemas por causa da burocracia e das dificuldades em entender o sistema tributário.
O planejamento ajudará a empresa na definição de suas estratégias em um aspecto mais amplo, fornecendo informações importantes para a margem de lucro e o cálculo dos valores de seus produtos ou serviços.
É uma ferramenta fundamental para determinar os próximos passos, além de auxiliar na redução dos custos, principalmente, por averiguar o regime tributário e ajudar a gestão a evitar prejuízos.

Quais são os tipos de planejamento?

De maneira geral, as empresas podem fazer dois tipos de organização: o estratégico e o operacional.

Planejamento operacional

No planejamento operacional os procedimentos são feitos com objetivo de cumprir as obrigações fiscais. Logo, para executá-lo, a gestão deve se basear na legislação. Geralmente leva de 3 a 6 meses para ser finalizado e para ser feito corretamente, onde a administração determina planos de ação, as tarefas, os recursos financeiros e também quais serão as funções de cada membro envolvido durante o processo de implementação.
Ele pode ser muito útil para diminuir o valor dos tributos, justamente porque ajuda a empresa a pagá-los antecipadamente.

Planejamento estratégico

Pensado para o longo prazo, o planejamento estratégico trabalha com projeções do futuro, facilitando com que a empresa determine sua visão, missão e valores. Pode levar de 5 a 10 anos e não possui tantos detalhes quanto o operacional, já que deverá ser revisado ao longo do tempo.
Para realizá-lo, a gestão deve considerar tudo o que acontece dentro do negócio e também no mercado, para definir melhor como os recursos serão utilizados. É nesse planejamento que serão definidos alguns pontos importantes, como o regime tributário.

Erros cometidos no planejamento estratégico tributário

Agora que entendemos a importância e quais são os tipos de planejamentos, vamos conhecer alguns erros bem comuns que acontece na hora de implementar o planejamento tributário.

Escolher o regime tributário errado

Existem 3 tipos de regimes tributários no Brasil — Simples Nacional, Lucro Real e o Presumido. Eles são a base para a cobrança e arrecadação dos tributos, além da fiscalização das declarações. Sua escolha depende das características do negócio, como lucro anual e setor, fazendo toda a diferença na hora de determinar o quanto uma empresa deve pagar para a Receita Federal.
Sendo assim, selecionar do modelo errado pode trazer diversos problemas para o funcionamento do negócio perante a lei. Além de ter grandes possibilidades de fazer com que a empresa pague mais do que deveria.

Não utilizar dados reais para as projeções de crescimento

Na hora de utilizar os dados para o planejamento, principalmente, para fazer as projeções para o futuro da empresa, é preciso pensar em definir um crescimento baseado no desempenho real do negócio.
A gestão precisa ser objetiva ao lidar com os números, já que qualquer conclusão afetará diretamente o futuro do negócio. Isso será importante para que as mudanças esperadas sejam efetivas e se tenha um ganho maior do que perdas. Além disso, se o mercado for internacional, é fundamental estar de olho nas mudanças tributárias dos outros países, principalmente, em relação ao câmbio.

Não monitorar os resultados do planejamento

Definir e aplicar a estratégia não é o último passo para o sucesso do planejamento, ainda haverá todo um trabalho de acompanhamento. Aqui, é preciso que a equipe responsável pela elaboração também esteja apta a monitorar todos os processos para efetivação e continuidade.
Nesse contexto, todas as questões legislativas devem ser avaliadas periodicamente, para não haver surpresas. Apesar de estar em um momento de impasse, a reforma tributária provocará mudanças nas normas.

Não contar com um profissional capacitado para o planejamento

As legislações e normas tributárias mudam constantemente e nem sempre a gestão da empresa terá condições de acompanhar quais são e qual o impacto delas.
Procurar por ajuda profissional é fundamental para não só estar atualizado sobre as alterações, como ter a certeza que o gerenciamento fiscal será feito corretamente. Dessa maneira, a empresa terá condições suficientes para avaliar qual é o regime tributário correto, quais serão os impostos que devem ser pagos, como o ICMS, ISS, entre outros.
Destacamos que esse é um instrumento fundamental para manter a empresa de acordo com as normas fiscais, por isso, mesmo que seu empreendimento seja pequeno, é importante fazê-lo.
Esperamos que o nosso conteúdo sobre planejamento tributário tenha sido útil para você ampliar os seus conhecimentos. Quer continuar aprendendo? Então, não esqueça de assinar a nossa newsletter!

Compartilhe esse post.

Está pensando em fazer um intercâmbio internacional?

Confira depoimentos de quem já foi e baixe o nosso e-book com dicas de planejamento financeiro e checklist de documentos para te ajudar a se organizar.

Está pensando em fazer um intercâmbio internacional?

Confira depoimentos de quem já foi e baixe o nosso e-book com dicas de planejamento financeiro e checklist de documentos para te ajudar a se organizar.

Fique por dentro

Preencha seus dados e receba as novidades da Confidence Câmbio

Aplicativo Confidence Câmbio

Pelo App você você recebe notificações quando o dólar, euro, libra, pesos e outras moedas estrangeiras estiverem em queda para aproveitar as melhores cotações. Além disso, com ele você pode comprar sua moeda estrangeira em espécie, recarregar seu cartão pré-pago internacional e fazer transferências internacionais.
Disponível nas lojas App Store e Google Play Store

Aplicativo Confidence Câmbio

Pelo App você você recebe notificações quando o dólar, euro, libra, pesos e outras moedas estrangeiras estiverem em queda para aproveitar as melhores cotações. Além disso, com ele você pode comprar sua moeda estrangeira em espécie, recarregar seu cartão pré-pago internacional e fazer transferências internacionais.
| MAPA DO SITE | confidence cambio © - todos os direitos reservados - CNPJ: 04.913.129/0001-41 - CONFIDENCE CORRETORA DE CAMBIO S/A - Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 105, 5º andar, Edifício Berrini One CEP: 04571-010 • São Paulo • SP • Brasil