Melhor época para ir à Disney e como planejar sua viagem

1 Estrelas2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (5,00/5 - 1 avaliações)
carregandoLoading...
melhor época para ir a disney

6 min de leitura

Por: Confidence Câmbio • 10 fev

Se você pensa em começar a planejar sua viagem à Orlando, já deve ter se questionado sobre qual a melhor época para ir à Disney, não é? Vários fatores pesam nessa decisão, desde a lotação dos parques até o clima, que prejudica algumas atividades. As atrações aquáticas, por exemplo, podem estar fechadas no inverno.

Além disso, outros detalhes são essenciais para garantir a melhor experiência na chamada Terra da Magia. O agendamento de fast pass com antecedência é essencial, assim como as reservas em restaurantes: elas abrem, nada menos, que 180 dias antes da data pretendida.

Como programar uma viagem para Orlando?

É importante se planejar, pois é necessário tirar o visto americano, o que pode levar algum tempo entre agendamentos e aprovação. No site do consulado norte-americano, é possível encontrar detalhes e instruções sobre como solicitar o documento.

Lembrando que, no ano passado, os Estados Unidos passaram a exigir informações sobre o uso das redes sociais. A medida foi implementada como ação antiterrorismo e é valida para pedidos de visto para turismo, trabalho ou estudo.

Passagens

Muitos dizem que é mais fácil conseguir a aprovação do visto americano, quando o viajante já está com passagens e hospedagem reservados. Mas essa é uma escolha que parte de cada um, já que existe a possibilidade, por menor que seja, de ter o visto negado.

No caso das passagens, vale usar buscadores, como o Google Flights, para encontrar melhores preços. Alguns deles permitem acompanhar as oscilações de preço ao longo do ano.

Normalmente, os valores mais elevados são registrados nas épocas de férias e feriados nacionais. Vale lembrar que é possível encontrar preços mais interessantes em destinos próximos à Orlando, como Fort Lauderdale ou Miami, mas considere que será necessário se deslocar entre as cidades.

Hospedagem e refeições

A escolha da hospedagem também pode ser definida pela data da viagem. Você sabia que, por exemplo, em determinadas épocas do ano, os hotéis da Disney lançam promoções que incluem hospedagem, ingressos e plano de alimentação? O custo costuma ser bastante atrativo.

A desvantagem, no entanto, é que sua experiência gastronômica será restrita aos restaurantes que integram o plano adquirido. Quem se hospeda fora do complexo ou em uma casa tem a liberdade de escolher os locais de acordo com suas preferências.

Para conferir as datas em que tais promoções estão disponíveis, é preciso verificar na página oficial da Disney, com seu agente de viagens ou, ainda, no aplicativo My Disney Experience, disponível na App Store ou na Play Store.

É por meio do app, inclusive, que são feitas as reservas em restaurantes e os agendamentos de fast pass para as atrações. No caso dos restaurantes, as agendas abrem 180 dias antes. Alguns (especialmente os que oferecem experiências de interação com personagens) são bastante concorridos e vale a pena agendar o quanto antes para sua conveniência.

Para reservar, é necessário inserir um número de cartão internacional. A data do agendamento pode ser alterado ou cancelado em até 48 horas antes da visita, sem custos. No caso de não comparecimento, será cobrada uma taxa. Apenas o restaurante Cinderella’s Royal Table, que fica dentro do castelo, no Magic Kingdom, requer pagamento antecipado.

Mesmo que você tenha um plano de refeições, lembre-se de que nesses restaurantes, as gorjetas são obrigatórias. Por isso, ao comprar dólares, é importante incluir esse detalhe em seu orçamento.

Fast Pass

O fast pass é uma espécie de “fura-fila” das atrações. Qualquer pessoa, independentemente do local em que esteja hospedada, tem direito a utilizá-lo. No entanto, vale lembrar que os hóspedes da Disney podem agendar com 90 ou 60 dias de antecedência (dependendo da categoria do hotel), enquanto os demais visitantes fazem a reserva 30 dias antes da visita.

Isso significa que, em épocas de maior lotação, quem está fora do complexo corre o risco de não conseguir agendar algumas das atrações mais concorridas.

A reserva do fast pass, limitada a 3 atrações por parque, é feita pelo My Disney Experience. A dica é agendar nos primeiros horários do dia, pois depois de utilizá-los é possível marcar outras atividades, pelo app ou em totens instalados nos parques.

Afinal, qual a melhor época para ir à Disney?

Agora que você já sabe como planejar os detalhes da sua viagem, confira os prós e contras de cada mês do ano. Além disso, verifique os calendários de lotação, como o Undercover Tourist, baseados em dados históricos.

Janeiro

A grande vantagem de visitar a Disney em janeiro é que os parques costumam estar mais vazios, em função do clima frio e do fato de que esse não é um mês de férias nos Estados Unidos. A lotação tende a ser maior apenas no terceiro fim de semana do mês, em função do Martin Luther King Jr. Day, que é comemorado na terceira segunda-feira do mês.

Quem visita os parques nos primeiros dias do ano ainda consegue conferir a decoração natalina, que é muito famosa. Já quem gosta de esportes também pode conferir (e participar) da Marathon Weekend, uma corrida pelos parques da Disney, que acontece no segundo fim de semana do mês.

A desvantagem é a baixa temperatura, que pode inviabilizar a visita aos parques aquáticos, por exemplo. Além disso, algumas atrações são interrompidas para manutenção periodicamente. Brinquedos que molham, como o Splash Mountain, localizado no Magic Kingdom, tendem a ser parados justamente nessa época.

Fevereiro

O clima ainda é frio e a lotação dos parques pequena, com exceção do terceiro fim de semana, em função do feriado President’s Day, que também é comemorado na terceira segunda-feira do mês. No mês, também acontece o Flower & Garden Festival, no Epcot.

Para os brasileiros, a vantagem de visitar a Disney em fevereiro é aproveitar o início das aulas e o Carnaval, que não é comemorado em Orlando.

Março

O clima é ameno e os parques mais cheios, especialmente em função do Spring Break (férias de primavera dos americanos). Justamente por isso, o preço dos hotéis tende a ser maior.

Abril

O clima é melhor e raramente faz frio. A cidade e os parques ficam mais floridos! A lotação só é maior durante a Páscoa e os hotéis também ficam mais caros.

Maio

A temperatura começa a subir e as pancadas de chuva se tornam mais frequentes, o que pode atrapalhar a visita aos parques. Assim, ao fazer o seu roteiro, procure checar antes a previsão do tempo.

A lotação é pequena, com exceção do Memorial Day, comemorado na última segunda-feira do mês. Por não ser uma época de alta temporada, os preços de hotéis e passagens costumam ser menores.

Junho

A temperatura está mais alta, mas podem ocorrer tempestades. A lotação dos parques é moderada nas duas primeiras semanas e aumenta depois disso, em função das férias escolares. O preço das passagens aéreas e da hospedagem também sobem.

Julho

É o mês mais quente do ano, mas com muita chuva. A lotação dos parques é alta, devido às férias (tanto dos americanos quanto dos brasileiros). A maior quantidade de pessoas costuma ser no feriado de 4 de julho (Independence Day). Prepare-se para encarar filas, muito calor e preços altos.

A vantagem, no entanto, é que todas as atrações (inclusive as aquáticas) costumam permanecer abertas.

Agosto

O clima é parecido com o do mês de julho, assim como a lotação dos parques, uma vez que as férias americanas se estendem até a segunda quinzena do mês. Entre os meses de agosto e setembro, a possibilidade de ocorrência de furacões é maior.

Setembro

Historicamente, setembro é considerado o mês mais vazio dos parques Disney. Apesar da temporada de furacões, o risco é mínimo e a cidade é bem preparada para atender qualquer emergência desta natureza. Porém, em caso de alerta, os parques costumam fechar, assim como as demais atrações locais. 

Na segunda semana do mês, começa a famosa festa de Halloween no Magic Kingdom (com ingressos vendidos à parte), e o parque recebe a decoração alusiva ao evento. No Epcot, no último fim de semana do mês, tem início o Epicot International Food & Wine Festival, evento gastronômico com culinária típica de diversos países, já que é o tema central do parque.

Outubro

As temperaturas começam a baixar e as chuvas diminuem. A lotação dos parques é pequena. O preço dos hotéis costuma ser mais baixo, embora as passagens do Brasil para Orlando não, em função dos feriados de outubro (conhecidos como Semana do Saco Cheio).

Novembro

A temperatura cai um pouco mais e a temporada de furacões termina. A lotação dos parques é pequena, com exceção do Dia de Ação de Graças, na quarta quinta-feira do mês – data muito tradicional no país.

A festa de Halloween é substituída pela de Natal, na segunda semana do mês. Assim, para quem quer conhecer os dois eventos, vale a pena visitar o Magic Kingdom em duas datas diferentes neste período.

Dezembro

Dezembro é um dos meses mais frios do ano, e, nas primeiras semanas, a lotação dos parques é pequena. Porém, depois do dia 20, prepare-se para a época mais cheia. Nos dias 24 (Natal) e 31 (Réveillon), os parques costumam fechar mais cedo por atingirem a lotação máxima!

A Mickey’s Very Merry Christmas Party, festa natalina que acontece no Magic Kingdom, termina pouco antes do Natal, mas a decoração permanece até os primeiros dias de janeiro.

O que mais considerar ao planejar uma viagem à Disney?

Depois de definir a melhor época para ir à Disney, garanta a sua segurança com um bom seguro viagem. Afinal, o preço dos serviços médicos nos Estados Unidos costuma ser elevado e um pequeno acidente pode comprometer toda a sua viagem. O seguro garante sua tranquilidade em caso de problemas como extravio de bagagens ou remarcação de passagens.

Lembre-se também da sua programação financeira, para que sua viagem seja ainda mais especial! Na Travelex Confidence, você encontra as melhores soluções em câmbio para a sua experiência, incluindo o Câmbio Programado, o cartão pré-pago internacional e também o parcelamento da compra da sua moeda estrangeira em até 12x no cartão de crédito. Outra opção é assinar o nosso Alerta de Câmbio, em que você receberá um e-mail sempre que a moeda de seu interesse atingir a melhor cotação.

Além do complexo Disney, há outros parques na região, como SeaWorld, Busch Garden e os da Universal. Continue a visita em nossa página para saber quais parques visitar em Orlando na sua viagem!

seguro viagem
Compartilhe esse post.

Fique por dentro

Preencha seus dados e receba as novidades da Confidence Câmbio

Está pensando em fazer um intercâmbio internacional?

Confira depoimentos de quem já foi e baixe o nosso e-book com dicas de planejamento financeiro e checklist de documentos para te ajudar a se organizar.

Está pensando em fazer um intercâmbio internacional?

Confira depoimentos de quem já foi e baixe o nosso e-book com dicas de planejamento financeiro e checklist de documentos para te ajudar a se organizar.

Aplicativo Confidence Câmbio

Pelo App você você recebe notificações quando o dólar, euro, libra, pesos e outras moedas estrangeiras estiverem em queda para aproveitar as melhores cotações. Além disso, com ele você pode comprar sua moeda estrangeira em espécie, recarregar seu cartão pré-pago internacional e fazer transferências internacionais.
Disponível nas lojas App Store e Google Play Store

Aplicativo Confidence Câmbio

Pelo App você você recebe notificações quando o dólar, euro, libra, pesos e outras moedas estrangeiras estiverem em queda para aproveitar as melhores cotações. Além disso, com ele você pode comprar sua moeda estrangeira em espécie, recarregar seu cartão pré-pago internacional e fazer transferências internacionais.
| MAPA DO SITE | confidence cambio © - todos os direitos reservados - CNPJ: 04.913.129/0001-41 - CONFIDENCE CORRETORA DE CAMBIO S/A - Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 105, 5º andar, Edifício Berrini One CEP: 04571-010 • São Paulo • SP • Brasil